11-05-2019 José Lucas Imprimir PDF     Print    Print

Pinceladas espíritas…

O espírita não é melhor nem pior que os demais: é diferente! Não tem uma crença, tem convicções, baseadas em factos. Não tem uma religião, tem espiritualidade e, acaba por ver o mundo com cores diferentes, bastando umas pinceladas de espiritismo para tal.

O amor é o combustível do universo

Terrorismo no Sri Lanka

Pudemos assistir estupefactos ao primitivo acto terrorista no Sri Lanka, onde morreram violentamente quase 300 pessoas. Chocou a sensibilidade das pessoas. Um português, em lua-de-mel, ao lado da esposa, foi uma das vítimas, escapando ilesa a esposa.
Que Deus horrível é este, que permite estas coisas?
Esse Deus, antropomorfizado (feito à imagem e semelhança do Homem, o velhinho de barbas, com um chicote à espera que morramos para nos castigar ou dar o céu) não existe para os Espíritas.
O Espiritismo não questiona “Quem é Deus?”, mas…”O que é Deus?”, e a resposta dos Espíritos superiores é tão sublime quanto profunda: “Inteligência suprema, causa primária de todas as coisas”.
Estudando o Espiritismo (comece pelo “O Livro dos Espíritos”, de Allan Kardec”) verificamos esse Deus – Amor, a Reencarnação, a Lei de Causa e Efeito, a Pluralidade dos Mundos Habitados, a Imortalidade e a Comunicabilidade dos Espíritos.
Depois de estudar, acabamos por compreender que tudo o que acontece está interligado, passado e presente e que o amor é o combustível do universo, que nada acontece por acaso, tudo tem uma causa, em busca do equilíbrio universal.
Leia, pois vai ficar esclarecido e, consequentemente, consolado.
Vale a pena!

Ciclone Idai, vacas, crocodilos…

O ciclone Idai varreu a zona central de Moçambique em Março de 2019, deixando um rasto de destruição inimaginável, com mais de 600 mortos.
Se custa ver um povo sofrer a violência da Natureza, custa muito mais ver um povo que nada tem, perder tudo aquilo que não tem, por paradoxal que possa parecer.
No entanto, os moçambicanos não perderam a dignidade, deixando ao mundo exemplos de nobreza de carácter, de abnegação, altruísmo, resiliência e verdadeira fé, força de vontade.

- A reportagem da TV portuguesa encontrou cerca de 100 pessoas esfomeadas, num sulco de terra, ligeiramente acima do mar de água que alagou os terrenos. Nas redondezas, andava uma dezena de cabeças de gado, perdida. Interrogada uma das pessoas à espera de socorro, sem comer há alguns dias, do porquê de não comerem as vacas à solta, a resposta saiu pronta e natural: “as vacas são de fulano mais para o Norte, estão perdidas, mas depois ele deve vir buscá-las. Não são nossas!”
- Um empresário com uma criação de 26 mil crocodilos, 40 empregados. Esses trabalhadores ficaram dia e noite, 2 dias sem dormir, a tomar conta dos crocodilos para que não houvesse a tragédia de se soltarem e devorarem pessoas. Os “40 magníficos” largaram tudo, as suas casas, mulheres, filhos, durante o ciclone, para evitar um desastre maior.
- João, outro empregado do mesmo empresário, perdeu 4 filhos porque tinha de salvar uma manada de vacas e levá-las para um local alto, a fim de não se afogarem. “Patrão, salvei as vacas, mas perdi os meus 4 filhos…”

Esclarecer e consolar

Muitos revoltam-se, questionam “Onde está Deus?”, “Porque Deus permite isto?”, o que é normal, uma vez que desconhecem a Lei de Causalidade, as Leis Morais, a Lei de Deus, universal e perfeita.
Em “O Livro dos Espíritos”, de Allan Kardec (discípulo de Pestalozzi), encontramos nessa magnífica obra de Filosofia Espírita, 1019 perguntas e respostas, que são o preâmbulo de uma obra profunda a espraiar-se em outros livros de Allan Kardec.
Sendo o espiritismo uma ciência de observação, uma filosofia de vida, embasada na moral universal de Jesus de Nazaré (nada tendo a ver com religiões ou seitas), vem dizer-nos quem somos, de onde viemos, para onde vamos, o que estamos a fazer na Terra, a causa das dissemelhanças, bem como das alegrias e dores da Humanidade.
“Nascer, morrer, renascer ainda, progredir sem cessar tal é a Lei”, reflecte, em essência, a ciência espírita que, um dia será (ou não) confirmada pela ciência oficial.
Até lá, porque não fazermos a nossa tarefa de divulgação de uma ideia que acalma, esclarece e consola?
Lembre-se disso nos aniversários e datas festivas, ofereça livros espíritas a familiares, amigos, a bibliotecas locais e regionais, cadeias, escolas, universidades.
Quanta gente cheia de fome, e nós, espíritas, com um saco cheio de pão…!!!
Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar