30-07-2020 Paulo Alexandre Imprimir PDF     Print    Print

Imediações em ruínas do Hotel de Luxo intervencionadas dão nova vida a uma das artérias mais degradadas

As imediações do futuro hotel de luxo de Alcobaça ganharam uma nova imagem desde que começaram as obras de construção deste equipamento num espaço, em tempos, usado como Lar.

A construção do hotel no Mosteiro de Alcobaça é uma obra do Grupo Visabeira e prevê que algumas das habitações nas suas imediações, situadas na Rua Silvério Raposo sejam intervencionadas até ao final do ano, aguardando-se, ainda, o desfecho do processo dos antigos armazéns na Rua D. Pedro V.
“O terreno junto ao Rio que está sob objeto de concessão do Hotel será de fruição pública para todos os alcobacenses, e onde nascerá um jardim e espaços para o estacionamento”, explica Paulo Inácio, Presidente da Câmara de Alcobaça.
Sobre o Hotel, as obras estão a evoluir “todo o claustro da parte do Hotel já está pintado. Penso que estará bem visível até ao final do ano”.
O Grupo assinou o contrato de concessão do Claustro do Rachadouro ou da Biblioteca (junho de 2016), localizado no Mosteiro de Alcobaça, onde se está a instalar o hotel com três pisos, 80 quartos, incluindo 9 suites, piscina interior e SPA, ginásio, e espaços para organização de congressos e eventos.
Neste novo empreendimento de 5 estrelas, serão investidos cerca de 15 milhões de euros, que aumentará a oferta hoteleira neste segmento, em Portugal, que possui, atualmente, 6 unidades.
O contrato com a Direção-Geral do Património Cultural estabelece a cedência daquele claustro por um período de 50 anos à empresa.
O futuro hotel tem a assinatura do arquiteto Eduardo Souto Moura.
Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar